sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Dioneia, a Planta Carnívora


Um predador que espera pacientemente sua presa, sem imaginar o perigo logo abaixo. Ao pousar para provar um pouco de seiva, a presa inocente cai na armadilha. Repentinamente, as “mandíbulas” do predador se fecham em volta de seu corpo. Não existe nem a possibilidade de luta, apenas uma emboscada e logo a planta começa a digerir sua refeição.

Plantas que comem outras criaturas? Parece fruto de uma experiência que deu errado. Mas, na realidade, não há nada anormal nisso: plantas carnívoras existem há milhares de anos. Existem hoje mais de 500 espécies dessas plantas, com presas que variam de insetos a aranhas. Para ser considerada carnívora, uma planta deve atrair, capturar, matar e digerir insetos ou outros pequenos animais.

Uma planta carnívora que desperta a imaginação e fascinação do público é a dioneia (Dionaea muscipula). A fascinação pelo estranho hábito alimentar e aparência única cria mitos dessa planta, muitos deles relatados em filmes de ficção, onde essas plantas tomam medidas colossais e se tornam capazes de se alimentar de humanos. Mas calma pessoal, as dioneias que existem na realidade possuem bocas que não passam de 3 cm, eu mesmo tenho uma em casa.


A forma de caça dessa planta é bem simples, a “boca”, na verdade é um segmento da folha e, quando aberta, exala um néctar capaz de atrair insetos. Quatro gatilhos ficam esticados, esperando que uma presa inocente toque ao menos dois deles, suficiente para a planta gerar um pulso elétrico que fecha a folha e graças aos seus longos “dentes”, não há chances de escapatória.

O cultivo dessas plantas é bem simples, plante em um pequeno vaso com terra, musgo e areia, e mantenha-a sempre úmida e de vez em quando ela vai abocanhar algum inseto despercebido que pouse nela.

Você já se perguntou o que aconteceria se colocasse seu dedo nas folhas abertas de uma dioneia? Sugiro que não faça isso, não por causa do seu dedo, caso ela corte ele fora, procure um médico – brincadeira, ela não consegue fazer isso – mas ao acionar a armadilha ela gasta muita energia, o que pode matá-la caso a armadilha dispare em vão.

É uma ótima planta para quem está começando ou tem vontade de cultivar, vai a dica!